top of page

Não precisamos ser abandonados para vivenciar o abandono!

Um dia ouvi isso de uma amiga muito amada e essa frase tocou profundamente meu coração!!


Nunca julguei meus pais, nunca os vi como pais ruins, mas sentia algumas coisas dentro de mim e isso me gerava MUITA CULPA! A dor de criticar pais tão amorosos e presentes, me fez anestesiar os sentimentos, me fez deixar de olhar pras minhas necessidade.


Mas com essa frase senti e depois entendi, que mesmo que eles não tivessem a intenção, eu me senti abandonada, eu me senti esquecida, pois a criança percebe o mundo à sua maneira… E mesmo que eu Adulta entenda TOTALMENTE os movimentos e escolhas deles, eu Criança ainda carregava essa dor…


Então, tive diversas oportunidades de olhar e cuidar da minha Criança Interior, pude acolher sua dor, aceitar os mecanismos de defesa que ela usou pra sobreviver à tudo isso que a machucava e então, como Adulta posso começar a me despedir dessas posturas e padrões que serviam para mim, enquanto criança, mas agora Adulta não preciso mais dessas "ferramentas", pude aprender outras formas de viver e me relacionar com meus pais, com meu marido, com meu filho (e principalmente) comigo mesma!


E é desse lugar de quem percebeu tudo isso, que eu te convido a olhar com mais carinho para a sua criança: Existe muita força, muitos aprendizados e muito amor pra colher dessa relação!


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page