top of page

Vazia de emoções…

Às vezes usamos umas estratégias para nos proteger e pioramos a situação, não é mesmo? Esse é o caso de quando fugimos da tristeza, da raiva e de todas as emoções que fazem a gente "se sentir pra baixo". Na tentativa de não sentir a dor, vamos nos afastando de todas as emoções até ficarmos "apagados".


Recentemente, atendi uma pessoa que passou anos "engolindo a raiva", situações ruins aconteciam na vida dela e sua atitude era deixar pra lá, fingir que não era com ela, engolir o desaforo e seguir em frente, etc… Com o tempo, ela foi percebendo que o prazer de viver, a vontade de fazer coisas diferentes, a força que ela tinha foi se perdendo junto com a raiva que ela já não sentia mais. Ela começou a perceber que as pessoas não a machucavam mais, mas também nada a alegrava, era como se ela estivesse totalmente vazia de emoções. Fizemos uma linda sessão de Constelação Familiar e identificamos essa pessoa sem energia, totalmente desconectada da força do seu sistema e a tarefa dela foi resgatar essa essência.


O que acontece é que nossas emoções vivem todas juntas no mesmo lugar e quando mandamos uma embora como a tristeza, outras a acompanham como a alegria, o amor e tudo mais.


Assim, o que sempre indico para meus clientes e lógico que também aplico na minha vida é validar a emoção que surge, sem tentar excluí-la, sem tentar se livrar dela, apenas se apropriar dela.


Algo aconteceu e você sentiu raiva, valide esse sentimento, descubra a sua forma de deixar essa energia fluir, seja chorando, gritando, falando ou fazendo exercícios físicos, etc… Perceba que a raiva exige uma ação, algo a fazer para que ela saia de você, sem precisar agredir o outro e sem precisar agredir você.


E se você sentir a tristeza, valide esse sentimento, vale chorar no banho, abraçar alguém amado, ficar mais silencioso, etc. Perceba que a tristeza exige um recolhimento, um momento de mais quietude e introspecção.


Quando respeitamos nossas emoções e atendemos o "pedido"que ela está fazendo ao nosso corpo, quando entendemos a mensagem que ela está nos enviando, a duração dela em nossa vida é o suficiente e suportável.


Agora, se você sente que ainda não consegue lidar sozinho com as suas emoções, que já está em desequilibrio com o sentir, que até mesmo está adoecendo seu corpo ou suas relações pessoais e profissionais, seja forte, corajoso e vá buscar ajuda, pois todos nós merecemos viver uma vida leve e feliz!


Espero que esse texto tenha feito sentido pra você! E se ficou com alguma dúvida, é só chamar!


Bom mergulho interior!

Alessandra Tomelin

Psicóloga e Consteladora Familiar

46 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 comentario


Faz muito sentido...até me vi...😍😘

Me gusta
bottom of page